23 de jan de 2013

Cruzeiro pode ficar sem até dez jogadores para o clássico no Mineirão


O Cruzeiro tem uma agenda de jogos-treino e o amistoso com o Mamoré antes da estreia oficial na temporada. Mas não tem jeito. A cabeça dos torcedores já está no dia 3 de fevereiro, data do jogo contra o Atlético-MG, pelo Campeonato Mineiro, que vai marcar a reabertura do Mineirão. O Cruzeiro tem muitos problemas para o jogo, já que seis jogadores estão no departamento médico. São eles os zagueiros Léo e Victorino, o volante Henrique e os atacantes Borges, Lucca e Martinuccio. O médico Sérgio Freire Júnior afirma que Borges é o que tem mais chances de participar do jogo, ainda que elas sejam remotas.
- Acho que desses que estão em tratamento, podemos afirmar que ficam fora, pelo curto período, Leo e Victorino. Os demais têm poucas chances, caso do Borges, mas não podemos ser taxativos e afirmar que ele não vai participar do jogo.
Lucca se recupera de uma cirurgia no joelho direito e só volta aos gramados em abril. Sérgio Freire Júnior também vetou a participação de Henrique no clássico.
- O Henrique está vindo de cirurgia, requer mais tempo de reforço e equilíbrio. Está fora das duas primeiras partidas, pelo menos.
Além destes, Thiago Carvalho, Tinga e Anselmo Ramon sentem dores e incômodos musculares e também podem ficar de fora da partida do Mineirão. Por fim, como se não bastassem todas essas situações, Diego Souza também pode ficar de fora. Isso porque, a documentação do jogador ainda não chegou da Arábia Saudita.