7 de dez de 2012

Marcelo Oliveira promoverá atacante Vinícius Araújo e zagueiro Wallace aos profissionais

O técnico Marcelo Oliveira há poucos dias foi apresentado no Cruzeiro e já trabalha em conjunto com a diretoria a fim de montar um time competitivo para 2013. O novo treinador, além de novos reforços – o meia Diego Souza, o lateral-esquerdo Egídio e o volante Uelliton já foram confirmados -, espera que os dirigentes celestes cumpram a promessa de manter Montillo. O jogador é um dos mais requisitados no futebol brasileiro e já foi considerado como “imprescindível” por Oliveira.

Além do craque argentino, outras peças importantes compõe o Cruzeiro. Rodados no mundo da bola, o goleiro e capitão Fábio, o lateral-direito Ceará, os volantes Tinga e Leandro Guerreiro, além do atacante Borges darão um toque de experiência ao time no ano que vem.

Só que o Cruzeiro versão 2013 não será formado só por jogadores com “boa quilometragem”. Jovens atletas estarão disponíveis para o Campeonato Mineiro e o treinador já adiantou que promoverá algumas promessas da base. São elas: o atacante Vinícius Araújo e o zagueiro Wallace.

Vinícius e Wallace são as novidades em um plantel que já conta com outros atletas oriundos das categorias de base. Como os laterais Mayke (pela direita) e Vinícius Freitas (pela esquerda), o volante Lucas Silva, além dos meias Elber e Alisson.

“Tem alguns jogadores que estarão conosco. O atacante Vinícius Araújo, o meia Alisson e o zagueiro Wallace támbém deve trabalhar com o profissional e jogar no fim de semana com os juniores, quando não for aproveitado. O Elber já é uma realidade, já tem jogado. o Lucas Silva é um jogador profissional. Gradativamente, pretendemos lançar jogadores, por questão de necessidade e, claro, pela parte comercial. Esses jogadores dão retorno técnico e financeiro ao clube”, revelou Marcelo Oliveira nesta semana em entrevista ao programa Jogada de Classe, da TV Horizonte.

Opinião dos atletas

Para Vinícius Araújo, que foi o artilheiro do Cruzeiro na Copa do Brasil sub-20, trabalhar com os profissionais é importante. Entretanto, é preciso fechar com chave de ouro o trabalho feito na base.

"Oportunidade muito boa essa que teremos, já que o Marcelo (Oliveira) utilizará muitos jogadores da 
base. Temos que pensar no futebol profissional, mas primeiro pensar na base, já que temos um compromisso no Campeonato Brasileiro da categoria junior. Fazer um bom trabalho no Rio Grande do Sul para chegar no profissional bem, tendo feito um bom trabalho na base. Vamos tentar ser campeões Brasileiros para termos uma boa ascenção profissional", afirmou.

Para o meia Alisson, que, inclusive, já jogou uma partida no time profissional, não adianta "subir" e ser coadjuvante.

"Oportunidade é boa para todos da base, mas não vai valer de nada se a gente não fizer bom trabalho. Para isso, temos que mostrar no Brasileiro que temos potencial. Não adianta ele (Marcelo Oliveira) chegar e a gente não jogar bem", avalia.

Fonte