29 de nov de 2012

Presidente e diretor do Cruzeiro avisam: "Montillo não está à venda"


Depois de um turbilhão de especulações, o Cruzeiro demostrou pela primeira vez, nesta quarta-feira, pulso firme diante da situação de Montillo. Em contato com o Superesportes, o diretor de futebol Alexandre Mattos revelou que o clube não  tem intenção de vender o jogador e que o momento do Cruzeiro é de fortalecer a equipe para 2013, e não desmanchar.


"O Montillo não está à venda. Do jeito que estão colocando, parece que o Cruzeiro tem interesse em vendê-lo. Nós não  temos interesse em vendê-lo. Se vier alguma proposta oficial vamos avaliar depois do Brasileiro, mas não queremos nos desfazer. Muito pelo contrário, queremos mantê-lo para formar um time forte para 2013", disparou Mattos.

"Não existe um preço para levar o Montillo, não há valor estipulado, porque não estamos oferecendo nem leiloando. Se vier proposta, vamos ouvir, mas, no momento, queremos fortalecer,não vender", completou o dirigente.

O presidente Gilvan de Pinho Tavares endossou o discurso do diretor de futebol. O mandatário evitou se prolongar sobre o assunto e falou que o Cruzeiro só ouvirá qualquer proposta depois do Campeonato Brasileiro.

"O Cruzeiro não tem nenhuma intenção de negociar o Montillo. Qualquer clube que queira conversar conosco sobre qualquer jogador, vamos ouvir depois do Campeonato Brasileiro, mas não pretendemos nos desfazer dele. Queremos o Montillo no time no ano que vem", disse o presidente ao Superesportes.

Em janeiro deste ano, a diretoria celeste recebeu propostas do São Paulo e do Corinthians, mas recusou as duas. Na ocasião, o valor pedido por Gilvan pelo argentino era de 15 milhões de euros. Nos últimos dias, o Cruzeiro recebeu nova sondagem do Tricolor Paulista e também de Santos, Fluminense, Flamengo e, por último, Grêmio, mas nenhum dos clubes apresentou uma proposta oficial pelo jogador.