13 de jun de 2012

Agente vê "tudo certo" para Wallyson renovar, mas Cruzeiro não confirma acordo


Sem ser relacionado nas duas últimas partidas do Campeonato Brasileiro, devido à demora na negociação para renovar seu contrato com o Cruzeiro, Wallyson permanece com a situação indefinida. Embora o procurador do atacante diga que o acerto está próximo, a diretoria celeste mantém cautela ao falar do acordo.

“As coisas estão muito bem adiantadas. Para mim está tudo certo. Então agora são questões de assinatura de contrato. E isso pode ser acertado rapidamente”, disse o procurador do atacante potiguar, o ex-ponta-direita Carlinhos Sabiá, em entrevista ao UOL Esporte.
A diretoria celeste não confirma o acerto com o jogador, que tem contrato até agosto próximo. Porém, o presidente Gilvan de Pinho Tavares admitiu na última semana que as negociações estão bem avançadas, e que o jogador e o clube estavam próximos de selar o acordo.
Apesar disso, o diretor de futebol, Alexandre Mattos, afirma que não houve mudança em relação à última conversa. “Estou mantendo a cautela. Não teve nenhuma mudança da última vez que falamos. Então, oficialmente, ainda não estamos acertados”, afirmou o dirigente.

Alexandre Mattos já havia revelado que os empresários de Wallyson pediram 6,5 milhões de euros para a compra do atacante. Porém, afirmou que o clube celeste apenas iria tentar a permanência do jogador por empréstimo à HAZ Sports Agency, detentora dos direitos econômicos do atleta
Se o atacante for vendido, enquanto estiver com contrato com o Cruzeiro, o clube mineiro terá direito a 30% do valor do negócio. Wallyson ainda não conquistou a confiança do técnico Celso Roth e não foi relacionado para os jogos contra  Botafogo e Sport. O atacante fraturou o tornozelo esquerdo, em agosto do ano passado e ficou cinco meses afastado dos gramados.
UOL