27 de mai de 2012

Roth exalta dois jogos sem levar gols do Cruzeiro


O Cruzeiro chegou ao segundo 0 a 0 consecutivo no Brasileiro ao empatar por este placar com o Náutico, no último sábado, nos Aflitos. Mesmo sem ter vencido na competição, o técnico Celso Roth elogiou o padrão tático da equipe e disse que o primeiro passo de seu trabalho era justamente ajustar o sistema defensivo.


"Confirmamos o primeiro passo, que era não levar gol, e não estamos levando gol. Agora temos que partir para outra situação. A organização tática da equipe está muito boa, todo mundo sabe o que tem que fazer, todos estão fechando os espaços, o time anda junto, então isso está claro", avaliou o treinador. "Agora, temos 12 dias para trabalhar, vamos melhorar essa situação tática, mas principalmente a organização para chegar ao gol do adversário e ganhar o jogo", declarou.

Roth chegou ao Cruzeiro há pouco mais de dez dias e em sua estreia a equipe ficou no 0 a 0 diante do Atlético-GO, na primeira rodada do Brasileirão. O treinador admitiu que o resultado diante dos goianos foi decepcionante, mas comemorou o ponto conquistado diante do Náutico   no Recife. "Acho que estamos cumprindo nosso papel. Deixamos escapar lá em Uberlândia, mesmo tendo sido nosso primeiro jogo no comando do Cruzeiro, mas tivemos mais oportunidades", ponderou.

"Jogar nos Aflitos é sempre muito complicado, o histórico das equipes grandes que vêm aqui é negativo. Não é só o Cruzeiro não, eu já vim aqui com várias equipes. Jogar fica em segundo plano aqui, tem que competir, literalmente é uma guerra e o Cruzeiro está de parabéns porque fez isso", disse.

O técnico cruzeirense, no entanto, negou que esteja "pensando pequeno" ao celebrar um empate. "Nós não estamos. Quando os jogadores dizem que foi um ótimo resultado, eles se referiram a essas circunstâncias que acabei de dizer. Jogador e treinador que trabalham no Cruzeiro não têm que pensar pequeno, têm que pensar de acordo com a história do Cruzeiro ", comentou.