28 de mai de 2012

Com contrato perto do fim, Bobô segue com situação indefinida no Cruzeiro


Perto do fim do contrato, o atacante Bobô não deve permanecer no Cruzeiro para a sequência do Campeonato Brasileiro. Pouco aproveitado no time mineiro, o jogador não iniciou conversas com a diretoria celeste para permanecer e já estaria conversando com outros clubes brasileiros para se transferir.

Em entrevista ao UOL Esporte, o diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, desconversou sobre a situação de Bobô e não confirmou o interesse do clube mineiro em permanecer com o jogador.
“O Bobô está na mesma situação que os outros jogadores do Cruzeiro. O Celso (Roth) está avaliando a situação do grupo e está acertando como vai ficar o grupo para o Brasileiro. O jogador está treinando e o treinador vai definir a situação nos próximos dias”, disse o dirigente celeste.
Com Vagner Mancini, que deixou o Cruzeiro e hoje dirige o Sport, o nome do atacante seria um dos preferido para reforçar o time pernambucano no Brasileiro. O clube de Recife já se mostrou interessada em Bobô e não descartou a chegada do atleta. A reportagem tentou falar com o empresário do jogador, Juan Figger, que não atendeu às ligações.
Com fama de “goleador”, depois de se destacar no Besiktas-GRE, em que se tornou o maior artilheiro da história do clube, o jogado chegou ao clube mineiro no meio da última edição do Campeonato Brasileiro. Bobô chegou com a missão de substituir Thiago Ribeiro, vendido ao Rentistas-URU e emprestado por um ano ao Cagliari.
Porém, Bobô não conseguiu repetir as atuações que teve no futebol europeu  e atuou em apenas 12 jogos, balançando as redes em duas oportunidades. O jogador nunca conseguiu uma sequência de partidas como titular e, com o técnico Vagner Mancini, chegou a treinar separado com o grupo.
UOL