2 de jan de 2013

Gilvan de Pinho diz que estreia do Mineirão terá torcida única da Raposa

A inauguração do Novo Mineirão através de uma partida oficial animou os torcedores de Minas Gerais, uma vez que o jogo marcado para a festa será um Cruzeiro x Atlético-MG, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Mineiro de 2013. Além da rivalidade, o duelo também derrubava a torcida única nos dérbis de Belo Horizonte.
No entanto, o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, voltou a afirmar que o clube já se planejou para que o encontro seja disputado com torcida única, no caso, apenas com a China Azul, já que o clube que acabou de completar 92 anos é o mandante do clássico. O grande motivo para tal decisão é que, segundo o mandatário estrelado, o Galo não deu garantidas de que um futuro encontro entre as equipes no Estadual volte a acontecer no Mineirão, uma vez que, sendo o mandante, o Alvinegro poderia escolher o Independência como palco. E o Estádio do Horto, por ter apenas 23 mil lugares de capacidade, não recebe clássico com torcida divida, por ordem do Ministério Público de Minas Gerais.
- A imprensa e a torcida mineira têm que entender que o Cruzeiro não será prejudicado por conta do clima de festa do Novo Mineirão. O presidente do Atlético-MG (Alexandre Kalil), deixou claro que, quando o time deles for o mandante, em um novo encontro no Mineiro, a partida será no Independência, que, por questões de segurança, não permite duas torcidas. Então, eu vou atender o interesse do meu clube e o clássico do dia 3 de fevereiro será com torcida apenas do Cruzeiro - explicou Gilvan de Pinho Tavares, em entrevista ao LANCE!Net
O presidente do Cruzeiro já planeja o primeiro clássico de 2013 com torcida única e espera um faturamento alto neste mês de janeiro, com a comercialização dos ingressos para a torcida celeste.
- Eu já falei com o nosso departamento responsável que para determinar os preços dos ingressos do clássico no Mineirão. Queremos fazer um bom dinheiro em janeiro. Já estamos pensando em colocar as entradas à venda. Ampliamos o sócio-torcedor do Cruzeiro, colocando 3 mil vagas a mais e o site para a compra congestionou, por conta da empolgação da nossa torcida em voltar ao Mineirão.
Gilvan poderá mudar de ideia, mas chance é pequena
No entanto, caso o Atlético-MG firme um acordo para mandar o dérbi no Gigante da Pampulha, há chances do Cruzeiro liberar a presença de duas torcidas no duelo de fevereiro. Porém, Gilvan está pessimista quanto a possibilidade de Kalil se reunir com ele, para o dissuadí-lo da ideia.
- Se o presidente do Atlético disser que irá mandar os seus clássicos no Mineirão, e oficializar um acordo para tal, ai podemos mudar de ideia. Mas duvido que isso irá acontecer. Vou precisar de uma decisão mais rápida, por conta dos ingressos que já penso em colocar à venda - concluiu.
Terra