27 de dez de 2012

Diego Renan admite contato com Enderson, mas nega ida para o Goiás


Diego Renan está em Goiânia. Mas não para assinar contrato com o Goiás. O lateral-esquerdo do Cruzeiro, que atuou em 25 rodadas do Campeonato Brasileiro – sendo 15 como titular –, participou na tarde desta quarta-feira de um jogo beneficente na capital goiana após passar parte das férias em Pernambuco. O nome do jogador de 22 anos é bem visto no Goiás, que perdeu Egídio para a própria Raposa.

William Matheus, ex-Vasco, já foi contrataro pelo clube, que ainda busca outro atleta para o setor. Além disso, por ser destro, Diego Renan poderia atuar na direita, posição que também está carente com a saída de Peter e com a indefinição do futuro de Vítor, que pertence ao Palmeiras.
No início de dezembro, o diretor de futebol do Goiás, Marcelo Segurado, já havia dito que o lateral celeste era uma boa opção no mercado. Diego Renan conhece muito bem o técnico esmeraldino, Enderson Moreira, com quem trabalhou na base do Cruzeiro e foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2007. O lateral revela que recebeu uma ligação de Enderson após o Campeonato Brasileiro, mas que não sabe de nenhuma negociação.
- Eu conversei como ele (Enderson) sim, mas falamos mais sobre o campeonato. Dei os parabéns pela bela campanha que o Goiás fez. Mas não estou sabendo de nenhuma negociação. Estava de férias e só cheguei agora. Vim participar deste jogo beneficente apenas. Tenho contrato com o Cruzeiro até o fim de 2016. Minha intenção é apresentar no início de janeiro e fazer uma grande temporada lá.
A contratação de Egídio poderá dificultar ainda mais a sequência de Diego Renan no Cruzeiro. Embora tenha participado de boa parte da campanha celeste no Brasileirão, o atleta perdeu espaço para Everton na reta final. Contudo, ele acredita que a forte concorrência não será problema.
- No futebol as coisas mudam muito rápido. Nunca pensei no fato de poder ficar sem espaço. Aliás, não há nada no contrato que obrigue o treinador a me escalar na equipe principal. Tenho que fazer por merecer durante os treinamentos. A contratação do Egídio foi ótima, é um grande jogador. Mas eu não penso em sair do Cruzeiro por causa disso, até mesmo porque posso atuar na direita também – explicou o jogador.