11 de dez de 2012

Delegado informa que Anselmo Ramon estava sem habilitação no momento do acidente

A Polícia Civil iniciou, na tarde desta terça-feira, os depoimentos para investigar o acidente em que envolveu o atacante Anselmo Ramon, no último sábado, na Bahia. O delegado que lidera a investigação, João Uzzum, também recebeu a ocorrência do acidente. Segundo o policial, o documento afirma que o atleta celeste dirigia sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o que pode agravar sua situação no caso.

“Recebemos a ocorrência da Polícia Militar hoje, que diz que o jogador não se encontrava com sua habilitação no momento. Ele estava sem habilitação e foi já multado por isso”, afirmou o responsável pela investigação, da 18ª Delegacia de Camaçari, em entrevista ao UOL Esporte.

Nesta terça-feira, foram ouvidos o servente de pedreiro, Ednaldo de Souza Santos, sobrevivente do acidente, dois de seus amigos, além de esposa e filha de Cícero Macedo, 43, vítima fatal do acidente, que foi enterrado nesta terça-feira, em Pojuca.
Segundo o delegado, Ednaldo disse que ele e Cícero voltavam de uma pescaria e estavam fora da pista, encostados em uma árvore. O servente de pedreiro estava de costas e apenas sentiu o impacto do carro, que arremessou os dois para uma distância “considerável”, de acordo com João Uzzum.
Anselmo Ramon não procurou a delegacia, nem os familiares das duas vítimas, segundo o delegado. O depoimento do jogador celeste, que está na casa dos parentes, está marcado para a manhã desta quarta-feira, em Camaçari, ao delegado plantonista Carlos Portela.
João Uzzum não quis comentar sobre as suspeitas do motivo do acidente, mas destacou uma situação que a Polícia Civil considera “estranha”. Anselmo Ramon foi socorrido e levado para o Hospital Medicina Humana, em Candeias, distante 40 km de Camaçari, segundo o delegado.
“É estranho isso, mas não podemos emitir juízo de valor. Mas o fato é que todo mundo que se acidenta por aqui é levado para o HGC (Hospital Geral de Camaçari). O hospital que ele (Anselmo Ramon) foi levado é pequeno, e um pouco longe daqui”, comentou João Uzzum.
O acidente ocorreu na rodovia estadual A10, KM um, trecho conhecido como Via de Ligação. Segundo a Polícia Rodoviária da Bahia, Anselmo Ramon teria perdido o controle do carro, batido em uma árvore e atingido os dois homens.
O jogador foi socorrido e levado para um hospital em Candeias, mas foi liberado no mesmo dia. Ednaldo ganhou alta no sábado e Cícero Macedo faleceu na hora do acidente.