13 de jun de 2012

Anselmo Ramon leva dois jogos de suspensão e desfalca Cruzeiro contra o Figueirense


O atacante Anselmo Ramon será outro desfalque do técnico Celso Roth para a partida contra o Figueirense, neste sábado, no Independência. Pela expulsão no empate por 0 a 0 com o Atlético-GO, na primeira rodada, o jogador pegou dois jogos de suspensão aplicados pela Terceira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e terá de cumprir o segundo jogo contra os catarinenses.

O atacante foi incurso no artigo 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), “por ofender alguém em sua honra por fato relacionado diretamente ao desporto”, e levou dois jogos de suspensão. Porém, cumpriu a primeira partida, de forma automática, contra o Náutico, pela segunda rodada. O Cruzeiro foi multado em R$ 1 mil pelo atraso de dois minutos, na volta para o intervalo.
Anselmo Ramon entrou no segundo tempo do jogo e foi expulso aos 31 minutos, após reclamar marcação do árbitro Péricles Bassols que, na súmula, informou que o jogador xingou o assistente Marco Santos com palavras de baixo calão. Pela atitude, o jogador chegou a ser punido pela diretoria celeste.
Já o armador Souza, liberado para participar do julgamento sobre suas declarações depois do empate por 0 a 0 com o Náutico, “perdeu” sua quarta-feira. O jogador viajou para o Rio de Janeiro para ser julgado. Porém, por falta da súmula nos autos, o processo foi retirado da pauta e será remarcado, após a anexação da súmula.
Souza não participou do treinamento, desta quarta-feira, e foi se defender das declarações sobre a arbitragem do paulista Luiz Flávio de Oliveira, na partida contra o Náutico. Na ocasião, o árbitro voltou atrás na expulsão do volante Charles, e resolveu aplicar o cartão amarelo no lateral Diego Renan. Segundo Souza, a não retirada do jogador celeste foi devido à malandragem dos atletas celestes
“No futebol, às vezes, tem que ser sempre esperto, tem que tentar ludibriar o juiz. Foi o que aconteceu ali, e deu certo. Perder um homem no primeiro tempo, aqui nos Aflitos, seria complicado”, disse o jogador, sobre o lance, na saída do primeiro tempo.
Souza foi denunciado no artigo 250, por ato desleal ou hostil durante a partida, e pode pegar de um a três jogos. Charles foi incluso no artigo 254, por praticar agressão física durante a partida, e pode levar de quatro a 12 jogos de punição. O volante e o lateral Diego Renan forma inclusos no artigo 258, por qualquer conduta contraria à disciplina ou a ética desportiva.
Além deles, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira e o assistente Emerson Augusto de Carvalho também foram denunciados no processo, por causa do episódio. Pela falta da súmula, os auditores do tribunal decidiram cancelar o julgamento.
UOL