22 de mai de 2012

Diretoria do Cruzeiro pune Anselmo Ramon por expulsão na estreia do Brasileiro


Pela expulsão no segundo tempo do empate com o Atlético-GO, por 0 a 0, no último domingo, em Uberlândia, Anselmo Ramon foi punido, nesta segunda-feira, pela diretoria do Cruzeiro, que preferiu não revelar o tipo de sanção imposta ao jogador. O atacante entrou na etapa final do jogo e reclamou do lateral marcado pelo assistente número dois, Marco Santos Pessanha.
Na súmula, o árbitro carioca Péricles Bassols Cortez escreveu que Anselmo Ramon foi expulso por, por ter xingado o assistente de ‘fdp’. Depois do jogo, o técnico Celso Roth prometeu que iria conversar com o atacante celeste.

“Já conversamos, ele já foi chamado atenção e se tiver punição e, provavelmente haverá, a diretoria vai puni-lo de maneira administrativa e quando estiver tudo certo e eles acharem que devem informar, vocês ficarão sabendo”, disse o técnico Celso Roth, antes da entrevista do diretor de futebol Alexandre Mattos, que, em sua fala, confirmou a punição.
“O Anselmo Ramon foi punido, já aplicamos punição pela atitude dele e, assim como foi com o Roger, coisa de praxe, normal, coisa do futebol”, comentou Alexandre, citando a punição ao armador Roger, expulso na derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR, pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, quando o clube celeste foi eliminado daquele torneio.
Depois da partida contra o time goiano, o técnico Celso Roth classificou a expulsão do jogador como “fora do normal” e prometeu conversar com Anselmo Ramon. “Vamos conversar com ele, mas me pareceu fora do normal, não é admissível que isso aconteça em jogo de Campeonato Brasileiro e nas dificuldades que nós estamos atravessando no momento”, disse Celso Roth, após a estreia do time no Brasileiro.
UOL