30 de mai de 2012

Cruzeiro revela impasse para manter Wallyson, mas tentará novo empréstimo


Devido ao alto valor pedido por grupo de empresários, que quer negociar Wallyson em definitivo por 6,5 milhões de euros (R$ 16 milhões), a diretoria do Cruzeiro admite dificuldade para manter o atacante na Toca da Raposa. Porém, o clube mineiro tentará renovar o empréstimo do jogador, cujo contrato se encerra em agosto.

O diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, esclareceu que os direitos econômicos do jogador pertencem ao grupo de investimento HAZ Sports. Porém, se Wallyson for vendido até o final do contrato com o time celeste, o clube mineira teria direito a receber 20% do valor da negociação.
“Sem investidores, hoje no Brasil, não acredito que algum clube tenha dinheiro em caixa para conseguir este dinheiro e comprar um jogador. Acredito que a dificuldade está com o grupo de investimentos, que quer apenas vendê-lo, por algo em torno de seis milhões e meio de euros”, comentou o dirigente celeste.
O Cruzeiro deve se reunir com o empresário do jogador, o argentino Gustavo Arribas, nos próximos dias. O agente estava na Europa e deve chegar até sexta-feira em Belo Horizonte para conversar com a diretoria celeste. Segundo Alexandre Mattos, o impasse deve ser resolvido nos próximos dias.
“O Wallyson interessa e muito ao Cruzeiro. Já dissemos isso a ele, conversamos com seu empresário, com seus investidores, que querem saber o dinheiro que vão ganhar com o Wallyson. O Cruzeiro está tentando renovar o empréstimo por mais uma temporada e depois tentar um parceiro para comprá-lo”, disse o dirigente.
Nesta terça-feira, o atacante revelou que recebeu sondagens de clubes brasileiros e também estrangeiros, mas que daria prioridade a renovação com o Cruzeiro. Mas Alexandre Mattos afirma que o clube mineiro não está sendo atrapalhado por outras equipes na negociação.
UOL