14 de set de 2012

Sofrendo com sombra de Scolari, Roth permanece "por enquanto"


Gilvan de Pinho Tavares, presidente celeste, reforçou que, por enquanto, o treinador está mantido no cargo e dirige a equipe celeste no confronto diante do Vasco da Gama, neste domingo, às 16h (Brasília), em Varginha, no sul de Minas:



"A gente não pode dizer que no futebol que vai se apegar ao treinador, porque ele vive de resultados. Infelizmente é assim. Se os resultados não vierem, agora que os atletas estão se recuperando, aí sim podemos pensar na mudança de treinador. Por enquanto, ele está mantido", afirmou.


O mandatário celeste garante que a demissão de Luís Felipe Scolari, no Palmeiras, não interfere em uma possível mudança de comando na Raposa:
"A saída de um treinador de outra equipe não coloca pressão sobre o nosso. A saída do Felipão do Palmeiras, pelo que a gente acompanhou, foi por falta de resultado. Mas isso não faz pressão para o treinador do Cruzeiro", explica.
"Tudo que precisava conversar com os atletas, eu pedi para o Alexandre Mattos. Realmente, tem três jogos que o Cruzeiro vem perdendo e não vem jogando bem. Perdemos para dois times que estão na zona de rebaixamento. Quem dirige o clube tem que ter cabeça no lugar e tudo não pode ser atribuído ao treinador", acrescentou.