23 de ago de 2012

Presidente do Cruzeiro diz que não vai trocar técnico se perder o clássico


O cargo do técnico Celso Roth está garantido mesmo em caso de derrota para o Atlético-MG no grande clássico de domingo, no Independência. Quem diz isso é o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, que aprova o trabalho do treinador e aposta na sequência da competição.


Gilvan de Pinho Tavares esteve na Toca da Raposa II na semana de preparação do clássico e se reuniu com os jogadores para cobrar uma atuação digna de clássico. Apesar da campanha irregular do time que não consegue se aproximar dos líderes do Brasileirão, o cartola avalia positivamente o trabalho de Celso Roth.

"Não vejo por causa de um resultado, por causa de um clássico que a casa tenha que cair, tenha que mudar tudo de uma vez. O treinador chegou há pouco tempo, está tentando montar o time e o time está em uma posição melhor do que a do ano passado", avaliou Gilvan.

Como o Cruzeiro terá torcida única no Independência, Gilvan espera que quem compareça ao estádio incentive ao invés de vaiar. "Que torçam pelo clube, como fizeram em outras oportunidades, para que isso incentive os jogadores e faça deles atletas vitoriosos, não tire o estímulo deles. Que xingue depois, mas respeite os atletas, porque eles vão tentar dar essa resposta, com o incentivo da torcida a resposta virá mais facilmente. É hora de prestigiar, como foi na última rodada do Brasileiro do ano passado e a torcida prestigiou", concluiu.